Park do Gorilão recebeu mais de mil pessoas no Dia da Acessibilidade

Alunos de várias instituições de apoio a deficientes, junto com familiares e acompanhantes, brincaram bastante durante a tarde e ganharam guloseimas e balões coloridos

 

WhatsApp Image 2017-04-26 at 10.30.15

Na tarde de ontem (25), o Park do Gorilão recebeu mais de mil crianças, jovens e adultos, todos deficientes, de diferentes instituições de Ribeirão Preto e região, para a terceira edição do Dia da Acessibilidade. Os pacientes, junto com seus familiares e acompanhantes puderam brincar gratuitamente nos brinquedos do parque, ganharam lanche, bexigas coloridas e tiraram fotos com o Gorilão. Eles foram recebidos pelos parceiros e fornecedores do empreendimento, que também operaram os brinquedos durante toda a tarde de diversão. O objetivo do evento foi proporcionar a um público especial um dia de muita diversão, atenção, carinho e amor, que fosse símbolo para que todos tenham mais dias incríveis como esse.

A dona de casa, Érika Maria de Lurdes Fernandes é mãe da Raiane, 7 anos, e da Raíssa, 8 anos, e contou que levou as duas filhas porque considera o evento importante para o desenvolvimento delas. “A de sete anos não se comunica, mas eu vejo pelo sorriso que ela adorou. Ela tinha muito medo das coisas e com a ajuda de projetos como este, ela se desenvolveu bastante. Já a outra quer voltar para o parque e brincar de novo na roda-gigante”, diz.

mae

As inscrições superaram as expectativas dos organizadores do projeto, pois, a princípio, foram disponibilizadas 500 vagas para as instituições e pais de deficientes, mas devido à grande procura, os responsáveis duplicaram o número de vagas.  Ao todo, 1200 pessoas foram inscritas.

Participaram do evento as APAES de Ribeirão Preto, Franca, Altinópolis, Pitangueiras, Serrana, Nuporanga e Santa Cruz das Palmeiras; a Associação dos Deficientes Visuais de Ribeirão e Região (Adevirp); o Projeto Sócio-educacional Quero Vida de Guariba; o Cento de Atenção Psicossocial (CAPS); a Síndrome do Amor; a Associação Amigos Autistas (AMA); entre outras.

Segundo a diretora da APAE de Sales Oliveira, Dulce Aparecida Alves, a cidade levou 40 crianças ao parque e todos gostaram da diversão. “Os alunos ficaram transformados. Até os mais quietos queriam ir nos brinquedos e interagiram com as outras crianças”, afirmou. Já a presidente da associação também parabenizou o Park do Gorilão pela iniciativa. “Essa oportunidade é muito importante para eles. Eu acho que o evento deve continuar em outras datas. Os alunos merecem e gostam do Gorilão”, afirma Maria Sueli Nogueira.

unnamed

Vale lembrar que algumas crianças eram deficientes visuais e, por isso,  vivenciaram o momento de outra maneira: pelos sentidos. É o que afirma a pedagoga da Adevirp, Cláudia Capranica Primiane: “As pessoas pensam que os deficientes visuais não sentem como nós, mas pelo contrário, eles usam os sentidos. Os alunos lembraram das experiências que tiveram no ano passado e contaram para os profissionais. Posso afirmar que, nesta edição, eles também aproveitaram bastante e vão guardar na recordação deles”, garante a pedagoga.

Confira a galeria de fotos: 

Comments are closed.